Logo Escolas Médicas

Artigos & Matérias

Ser médico - por Viriato Moura

04/06/2010

 

Ser médico não se aprende na escola. As faculdades de medicina, no máximo, ensinam medicina; não ensinam a ser médico. Saber medicina e ser graduado nessa ciência, não abona plenamente a condição de ser médico. Todavia, um profissional cujo afazer é preservar a saúde humana não deve contentar-se tão-somente com as exigências curriculares oficiais que, como se sabe, cada vez exigem menos.

         Existem 180 faculdades de medicina no Brasil, entre públicas e privadas. Os critérios para o adequado funcionamento dessas escolas médicas, na maioria das vezes não passam do papel. As fiscalizações periódicas, quando existem, não vão além dos procedimentos burocráticos, que custam tempo e dinheiro ao erário, mas sem o efetivo conserto pretendido.

A deficiência crônica das faculdades públicas, sempre de pires na mão em busca de verbas que, quando liberadas, geralmente o são em parte, acumulando pendências na qualificação do ensino. Quanto às privadas, o interesse pecuniário tem como vício atropelar todos os outros. O resultado disso é que profissionais de formação duvidosa são lançados, aos milhares, no mercado de trabalho todos os anos. A própria classe médica não tem mais dúvida disso na medida em que já tenta implantar um exame - O exame de Habilitação também chamado de Exame de Ordem - para o recém-formado no sentido de aferir suas condições de exercer a medicina. Atestado maior de que a formação do médico está sob suspeita de ineficiência no Brasil, não poderia ser dado. Todavia, o bom senso e a lógica apontam para outra solução: aferir qualificação, sim, mas das escolas médicas. É um despropósito inominado, uma responsabilidade imperdoável permitir que um fato tão grave dessa natureza ocorra - principalmente porque não há dúvida que é um fato - para só depois empreender medidas atenuadoras do mal maior, que é lançar no mercado de trabalho médicos despreparados, riscos eminentes para os pacientes que assistirão.

         Ser médico exige vocação, talento, inquietação pelo saber, sentimento humanitário e cultivo das virtudes éticas. Convenhamos que são muitas exigências para uma pessoa, mas para um profissional cuja função social é revestida do nobre propósito de promover o bem-estar do ser humano, não se deve exigir menos. O bom médico não é aquele que tão-somente sabe mais, mas aquele que também desperta confiança em seus pacientes. O saber científico sobre medicina é a pedra basilar, todavia precisa ser lapidada a ponto de perscrutar os mais íntimos anseios de um ser humano que sofre chave mais eficaz para abrir as portas que levam à melhora à cura de sua doença. Para tal questão, a maioria dos livros de medicina e o que se aprende nas escolas médicas, fontes que primam pelo raciocínio linear e reducionista, não oferecem respostas suficientes.

         O maior erro que um médico pode praticar é subestimar a relação médico-paciente. As vítimas são os dois: médico e paciente. Comprovadamente, o fator que tem gerado o maior número de denúncias de erro médico é a inadequada condução da relação profissional do médico com seu paciente. Por outro lado, o paciente tem pagado altíssimo preço quando seu médico age dessa de modo inapropriado. É imperioso, portanto, investir, desde o início da formação médica, no preparo para essa relação, que exige, por parte do médico, conhecimento aprofundado do comportamento humano, bem senso, comedimento e observância aos postulados científicos e éticos.  

 *Diretor-presidente do Complexo Hospitalar Central (Porto Velho)

  Presidente da Academia de Medicina de Rondônia

  Membro da Academia de Letras de Rondônia

  Presidente da Regional de Rondônia da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames)

  Autor de vários livros sendo os mais recentes O Médico entre Aspas e Sabor do Amanhecer

 

 

 

enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:
Banner

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea