Logo Escolas Médicas

Artigos & Matérias

OMB: uma proposta emergente - por A.C.N.Nassif

08/06/2012

ESTE ARTIGO FOI ESCRITO EM DEZEMBRO DE 1998

CHEGOU A HORA DESTA LUTA

__________________________________________________________________________________

OMB – UMA PROPOSTA EMERGENTE

“Se você nunca defende nada, um dia será derrubado, também, por nada.”
(Anônimo)

            Na edição anterior do Jamb propusemos abrir efetivamente a discussão sobre a Ordem dos Médicos do Brasil. Não temos dúvida de que isso se encaixa no pensamento e aprovação da grande maioria dos médicos brasileiros pelos argumentos elencados e,principalmente, porque as entidades médicas, hoje divididas e individualizadas, devem se preparar para entrar no próximo milênio, dando uma inequívoca demonstração sincera dos seus propósitos: a de servir exclusivamente a categoria que representam.
            O individualismo quase sempre egoísta, o desejo de estar no poder ou de querer ser mais forte do que outras, as vaidades pessoais, os interesses de grupos, as influências politico-partidárias existentes em algumas das entidades médicas têm que acabar para daí surgir uma entidade única, autêntica e legítima, dirigida por pessoas sérias e comprometidas com os interesses da classe. Se isso representar corporativismo, que seja, pouco importa, pois não será exceção. Muitas outras categorias profissionais já o praticam até mesmo no Congresso Nacional.
            Há que se resgatar a dignidade dos médicos, acabar com essa vergonhosa exploração e comercialização da medicina, exigir o respeito que nossa profissão é merecedora. Uma só voz precisa ecoar firme, forte e representativa na defesa desses princípios, fazendo-se ouvir e ser entendida até pelo mais alto mandatário deste País. Não nascemos fortes, tornamo-nos fortes.
            A AMB, a partir de agora consolida essa idéia, ao mesmo tempo em que irmana e divide uma efetiva participação de luta e de sonhos com cada um dos médicos brasileiros, entendendo que só há uma medicina ética, digna e sacerdotal. Basta, portanto, uma só entidade nacional, calcada em estatutos regimentados por uma Lei que tenha no seu contexto integrado, representações em todos os segmentos federativos, estaduais e municipais, eleitas sob uma mesma sigla, com lideranças reconhecidas e respeitadas por todos.
            Temos plena consciência do longo caminho a ser percorrido e das dificuldades que serão encontradas. Interesses contrariados e feridos tudo farão para impedir esse desiderato. Mas, entendemos que esta idéia, transformada em meta coletiva de toda a categoria, terá forças suficientes para tudo vencer não importando o tempo que possa levar. Quando concretizada será, com certeza, uma das mais importantes vitórias até hoje já conquistadas pelos médicos deste País.

Antonio Celso Nunes Nassif
Presidente da AMB

(Editorial Jamb-Novembro/Dezembro/1998)

 

 

 

 

enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea