Logo Escolas Médicas

Saúde na Amazônia

Projeto incentiva médico a fazer estágio na Amazônia

20/01/2009 16:20:51

 

Projeto incentiva médico a fazer estágio na Amazônia




terça, 20 de janeiro de 2009


Medida atende às Forças Armadas, com bonificação de 5% a 15% do valor da prova de análise de currículo.

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:Georgia; panose-1:2 4 5 2 5 4 5 2 3 3; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:647 0 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";} a:link, span.MsoHyperlink {color:blue; text-decoration:underline; text-underline:single;} a:visited, span.MsoHyperlinkFollowed {color:purple; text-decoration:underline; text-underline:single;} @page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->


amazonia3000_selo.jpgMONTEZUMA CRUZ
\n montezuma@agenciaamazonia.com.br Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

 

BRASÍLIA – Pelo menos nas Forças Armadas, o atendimento médico às populações do interior da Amazônia poderá melhorar em 2009. Isso ocorrerá se as Comissões de Relações Exteriores, Defesa Nacional, Seguridade Social e Família, Constituição e Justiça e de Cidadania aprovarem, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 4.326/08, que concede incentivo para médicos prestarem estágio em unidades militares naquela região.
 

medicos_amazonia.jpg
Agentes da Funasa atendem índios Marubo no Vale do Javari / ROBERTO STUCKERT FILHO

A proposta do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) determina que o estágio será considerado para fins de pontuação na prova de análise de currículo em concursos seletivos para programas de residência médica.

Médicos formados em universidades brasileiras e no Exterior têm encontrado dificuldades para fazer residência médica. 

 

Há décadas, Exército, Marinha e Aeronáutica têm prestado assistência médica em operações especiais em municípios do interior da Amazônia e em regiões fronteiriças a países sul-americanos. O Conselho Federal Medicina constata, na Amazônia, os menores índices de voluntariado para o estágio de médicos.

 

O projeto de Bolsonaro prevê a concessão de uma bonificação de 5% a 15% no valor da prova de análise de currículo, dependendo da localização da organização militar onde o profissional tenha cumprido estágio. Ele lembrou as dificuldades encontradas pelas Forças Armadas na mobilização de profissionais de saúde, especialmente médicos, para estágio em todo o Brasil, principalmente em organizações militares localizadas em guarnições especiais.

 

jair_bolsonaro.jpg
Bolsonaro: carentes também se beneficiarão / AG.CÂMARA

A classificação das organizações militares por categorias é norteada pelas condições dos locais onde estão sediadas. São consideradas para essa classificação as condições de atendimento de saúde, escolar, acesso, habitação, serviços e saneamento básico, distância de grandes centros populacionais, incidência de doenças e epidemias, entre outros fatores.  

 

Tipos de bonificação

 

De acordo com o projeto, médicos que tenham feito estágio em guarnições especiais categoria "A" receberão bonificação de 15%; para os que tenham cumprido em guarnições especiais categoria "B", 10%; e 5% no caso de organizações militares não-especiais.

 

“Esses percentuais não são nem muito elevados, a ponto de supervalorizá-los em relação às demais experiências profissionais, nem muito baixos que os tornem pouco atrativos”, disse o parlamentar. Entre as organizações militares Categoria "A", muitas estão localizadas na região amazônica.

 

Bolsonaro acredita que o incentivo proposto irá beneficiar também para as populações carentes da Amazônia e de outras regiões do País que se valem do atendimento prestado pelas unidades de saúde das Forças Armadas.

Confira aqui a íntegra do Projeto de Lei 4326/2008 

 

Fonte: Agênciaamazonia

enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea