Logo Escolas Médicas

Ensino Médico em Portugal

Portugal e Escola Médica de Harvard

27/04/2009 17:20:07

 
 
 
Portugal e Escola Médica de Harvard reforçam
investigação clínica


2009-04-27

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Gabinete do Ministro

Portugal e Harvard Medical School (Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard) anunciam iniciativa para reforçar investigação clínica e de translação

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) de Portugal e a Harvard Medical School (HMS) reunidos hoje em Boston, EUA, anunciaram a intenção de iniciar uma colaboração a longo prazo que permitirá desenvolver e expandir de modo significativo a investigação clínica e de translação nas Escolas e Faculdades de Medicina e nos principais laboratórios portugueses, bem como a produção e divulgação de conteúdos médicos.

Esta parceria Harvard-Portugal será formalizada numa cerimónia oficial a realizar em Lisboa no dia 21 de Maio de 2009.

«A criação do Programa Harvard-Portugal vem alargar o âmbito das parcerias já em curso com prestigiadas universidades norte-americanas, e proporcionará novas perspectivas académicas e científicas em áreas que tocam directamente a vida de todos os cidadãos, em qualquer país do mundo. Esta parceria reveste-se de uma importância absolutamente estratégica, na medida em que possibilita às Escolas e Faculdades de Medicina e laboratórios de investigação nacionais colaborar em investigação clínica e de translação, área crítica para o futuro de Portugal e uma das principais componentes da missão da HMS, fomentando ainda a cooperação transatlântica em Ciência e Tecnologia», afirmou o ministro português da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago.

«Esta colaboração importante contem todos os elementos relevantes que procuramos num projecto internacional – baseia-se na vertente educativa, facilita a cooperação científica e contribuirá para o desenvolvimento de conteúdos médicos no país de acolhimento», declarou Steven E. Hyman, Administrador (Provost) da HMS, qualificando como extremamente «inovadora» a parceria a estabelecer com Portugal.

No Programa Harvard-Portugal participarão professores, investigadores e estudantes das sete escolas de Medicina portuguesas e dos principais laboratórios que actuam no campo da investigação biomédica. Na Universidade de Harvard esta parceria envolverá investigadores da HMS e instituições afiliadas, bem como professores e estudantes da Faculty of Arts and Sciences, da Harvard School of Public Health, e da Kennedy School of Government.

As linhas de acção previstas são as seguintes:

- Criar um programa de investigação para fortalecer a capacidade de produzir nova investigação clínica e de translação e conhecimentos clínicos com impacto na formação médica especializada e na prática clínica. Serão apoiados 12 projectos de cariz inovador, orientados para a área da patologia humana.

- Lançar e dinamizar pós-graduações em Medicina, incluindo bolsas de Investigação Clínica Júnior e Sénior e bolsas de Desenvolvimento de Carreira para médicos.

- Produzir e publicar informação médica para o público em geral, e distribuir materiais pedagógicos junto de estudantes de Medicina e de profissionais do sector.

A parceria Harvard-Portugal foi desenhada com base numa avaliação conduzida pela Harvard Medical School em 2007, à qual se seguiu um rigoroso planeamento das actividades a desenvolver.

O Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, sublinhou que o programa Harvard-Portugal «vai sem dúvida contribuir para modernizar e melhorar no país a qualidade do Ensino da Medicina, desígnio considerado hoje uma prioridade, no quadro das melhores práticas internacionais».

Manuel Heitor referiu ainda que esta intervenção deverá ser acompanhada pelo «alargamento da cooperação entre as Escolas e Faculdades de Medicina, Laboratórios Associados e instituições de I&D com actividade na área das Ciências Biomédicas e da Saúde, de modo a que Portugal se posicione cada vez mais num nível verdadeiramente competitivo à escala internacional».

Os projectos de investigação e translação vão elevar para novos patamares de sofisticação o trabalho que se faz nos laboratórios portugueses, e desse modo contribuir para que Portugal se torne uma presença cada vez mais respeitada no seio da comunidade científica internacional.

As actividades no âmbito dos conteúdos médicos serão desenvolvidas em Portugal e conduzidas por académicos portugueses. À HMS caberá assegurar acções de formação e a disponibilização de conteúdos médicos através da sua divisão de publicações (Harvard Health Publications Division – HHP), que conta com 33 anos de experiência na produção e divulgação de informação médica para o grande público.

«Nos anos mais recentes, verifica-se que a generalidade da população demonstra um interesse crescente por temas ligados à medicina e aprecia a possibilidade de se sentir envolvida na tomada de decisões que dizem respeito à sua própria saúde», observou Anthony L. Komaroff, editor da HHP e professor de Medicina em Harvard.

«De facto, do conjunto das instituições académicas que ensina Medicina, a HMS tem liderado o sector no que se refere à produção e distribuição de informação médica de elevada qualidade destinada ao público em geral. Será um desafio e uma honra passar a contar com os nossos colegas de Portugal para levar por diante esse esforço», prosseguiu o mesmo responsável.

Ao abrigo deste Programa decorrerão workshops, seminários e outros encontros, uma forma de gerar um sentido de comunidade e de favorecer a criação de uma rede de oportunidades, contribuindo assim para o propósito formativo através da instrução formal e providenciando oportunidades de exposição e apresentação pública a todos os participantes. Progressivamente, estas práticas conduzirão ao estabelecimento de uma sólida e interligada comunidade portuguesa de investigadores clínicos e de translação.

«Aguardamos com expectativa o momento de iniciar uma estreita colaboração com os colegas portugueses», referiu David E. Golan, Director para a Formação Avançada na HMS. «E prevemos que este programa funcione como um modelo em termos do envolvimento da HMS e dos seus alunos em futuros projectos internacionais de cooperação dedicados à investigação e ao ensino».

«Estou certo que o Programa Harvard-Portugal nos proporcionará muitos anos de um esforço conjunto e concertado em prol da investigação científica, ensino e informação sobre Medicina», realçou Tomas Kirchhausen, Director do Programa Harvard-Portugal designado pela HMS e Professor de Biologia Celular.

A coordenação do Programa Harvard-Portugal ficará a cargo das Escolas e Faculdades de Medicina e dos maiores laboratórios portugueses que trabalham na área das Ciências Biomédicas e da Saúde, em estreita ligação com a HMS. A supervisão, por sua vez, caberá à Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e à Agência Nacional para a Sociedade do Conhecimento (UMIC). A avaliação externa será realizada por um painel independente a designar pela FCT.

Surgindo no contexto do programa «Parcerias para o Futuro» lançado em 2006 pelo governo português, a parceria a formalizar com Harvard vem institucionalizar uma rede nacional que visa a modernização do ensino da Medicina, a melhoria da formação especializada em Ciências Médicas e a produção/distribuição de novos materiais pedagógicos.



enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:
Banner Banner

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea