Logo Escolas Médicas

Ensino Médico em Portugal

Duzentos e 39 médicos cubanos deverão chegar a Angola

22/07/2009 11:43:09

21-07-2009 14:05

Saúde
Duzentos e 39 médicos cubanos deverão chegar a Angola

Luanda - Duzentos e trinta e nove médicos cubanos deverão chegar à Angola para reforçar o sistema nacional de saúde, no quadro do acordo assinado entre os governos dos dois países, em Fevereiro deste ano, anunciou nesta terça-feira o ministro da Saúde, José Van-Dúnem.

Em declarações à imprensa, à margem do encontro privado entre os Presidentes José Eduardo dos Santos e Raul Castro Ruz, José
Van-Dúnem referiu que estão no país 605 profissionais cubanos.

Segundo o ministro, sem precisar a data da chegada dos médicos, existem 200 médicos a trabalhar nos hospitais e nas unidades
periféricas.

Questionado sobre o número de médicos necessários para cada província, recordou que a Organização Mundial as Saúde (OMS)
recomenda um médico por mil habitantes, no entanto há um médico para 10 mil habitantes.

“Paralelamente, há um programa com Cuba para trabalharmos conjuntamente numa vacina contra a cólera, que tem a vantagem
de ser de curta duração. O projecto envolve cientistas angolanos e médicos”, informou.

“Temos dois mil e 400 médicos. É um número bastante baixo, mas há esforços para se ultrapassar essa situação. Os esforços
consubstanciam-se na criação de cinco faculdades de medicina”.

A Secretaria de Estado do Ensino Superior, com o apoio da cooperação cubana, criou cinco faculdades de medicina que se
vão juntar à Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto e à Universidade Privada de Angola (UPRA).

José Van-Dúnem acrescenta que anualmente têm sido disponibilizadas bolsas de medicina para Cuba, de modo a colmatar a lacuna de profissionais decorrente do défice de médico comparativamente a população.

O ministro disse que a implementação da figura do médico de família é um a preocupação do ministério.

"Para além da formação de saúde pública e comunitária, o profissional deverá ter habilidades cirúrgicas para intervir em caso
de cesarianas, amputações e hérnias", explicou.


Em termos de infra-estruturas, foram reabilitados os hospitais do Lubango, Malanje, Benguela e Huambo.



enviar para amigo >>  
compartilhe >>
voltar

deixe sua opinião

Médicos, Residentes, Professores, Coordenadores de Escolas Médicas

clique aqui

Estudantes,
Acadêmicos de Medicina

clique aqui

NEWSLETTER

Nome:
Email:

EscolasMedicas.com.br © 2010

Logo Hidea