Escolas Médicas do Brasil

Até no Peru existe movimento grande contra a abertura de novas escolas de medicina

 04/04/2011

09/12/2009 18:46:11

PERU: Não há necessidade de mais escolas médicas
09/12/2009 18:46:11
Sexta-feira 27 nov 2009

"Você não precisa de mais escolas médicas"
Por: Andrés Flores

No domingo, dia 20, o Dr. Ciro Maguiña Vargas  nacional foi eleito decano da Faculdade de Medicina do Peru para o período 2010-2011. Apesar de seus adversários não o chamou de consciência social, ele diz que seu governo vai garantir o bem-estar dos médicos, o reconhecimento da profissão e da profissão de medicina é apenas ensinada nas escolas credenciadas. Comércio fala com ele para os seus projectos.
O que priorizar a sua gestão? Queremos retomar a educação continuada dos médicos, que é gratuito e possível chegar a todos os sectores e regiões do país. Iremos também promover a investigação, através da criação de um prêmio nacional para a medicina e um editorial médico.

Nos últimos anos, começou a operar várias escolas médicas. Como é que vai garantir que estes fornecem uma educação de qualidade? Todas as escolas devem ser acreditados, ou seja, devem ter áreas clínica e professores com ensino de qualidade. Eu vou empurrar um projeto de lei para criar mais poder não porque eles são 31, ea cada ano mais ramos são criados. Procure fechar todos os acreditação não ter.

Quais são os principais problemas da profissão? Há uma crise histórica da saúde pública. Temos orçamentos mais baixos da América Latina, os médicos aposentados fuga de cérebros mal pagos, e os hospitais de idade. Portanto, há greves e greves. Procuro respeitar a lei do trabalho médico, há um aumento substancial do orçamento do sector da saúde e respeitar a taxa de médico. Você precisa reavaliar a profissão médica.

Então, você concorda com a recente evolução do desemprego médico? O papel do Colégio Médico do Peru não está convocando protestos, mas em solidariedade e apoio. No entanto, nós não cairemos nas reivindicações politizada. Vamos apoiar causas sindicais que são justos e honestos. Por exemplo, eu não vou suportar tal ataque que estava em pleno surto do vírus H1N1. Meu governo vai focar na promoção da ciência, educação e decência da profissão médica.

O FICHANombre: Ciro Maguiña Vargas.Profesión: Médico. Idade: 56 años.Cargo: Dean Colégio Médico do Peru (2010-2011) Carreira:. Cirurgião, especialista em doenças infecciosas e tropicais. Professor Adjunto da Universidade Peruana Cayetano Heredia.
http://elcomercio.pe/impresa/notas/no-se-necesitan-mas-facultades-medicina/20091127/374223
Postado por PERU às 08:06 IDLADS Instituto

 

 

 

 

 


TAGS