Escolas Médicas do Brasil

MEC vai propor novo modelo para vestibulares das federais

 12/03/2009

  

12/03/2009 - 10h46

Da Redação*
Em São Paulo
 
MEC vai propor novo modelo para vestibulares das federais 

 

O Ministério da Educação quer mudar a forma de seleção das universidades federais. Em reunião com a Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) realizada ontem (11), o ministro da Educação, Fernando Haddad, acertou com os reitores a montagem de um grupo para desenvolver um novo modelo de prova.

  • O que você acha de um vestibular único para as universidades federais?

  • "Os vestibulares são todos iguais e ruins. Estão errados e sinalizam mal para o ensino médio. O ensino hoje está voltado para o vestibular e termina que boas escolas estão piorando em função disso", afirmou Haddad.

    Para ele, as provas acabam influenciando o ensino médio, que proporciona uma educação voltada para a memorização e não para o desenvolvimento da capacidade de raciocínio. "Hoje nós ampliamos para o ensino médio toda a rede de apoio que antes era só do fundamental: livro didático, merenda, transporte escolar. Mas nada disso vai resolver, porque colocamos um gargalo no final que é insuperável."

    Mudanças

    Um dos possíveis modelos a ser adotado é o de exame único para as 55 instituições. O Enem seria a primeira fase do vestibular. O ministro, no entanto, qualifica como "compreensível" a preocupação de que a utilização desse exame como vestibular desestimule o ensino médio a ensinar conteúdo específico.

    No final do encontro, Haddad propôs uma reunião entre os representantes das comissões de seleção das universidades e o Inep (Instituto Nacional de Estatísticas e Pesquisas em Educação), responsável por todas as provas de avaliação educacional feitas pelo governo federal, o que foi aceito pelo presidente da Andifes, Amaro Lins.

    "O vestibular é realmente muito arcaico. Hoje precisamos muito mais saber se o aluno consegue aprender do que medir o que ele sabe. Precisamos realmente alterá-lo", disse Lins. Haddad afirmou que o MEC teria um caráter de "indutor" da mudança, já que a pasta não pode interferir na autonomia das universidades.

    Mais vestibulares que mudarão

    Os dois maiores vestibulares de São Paulo também discutem mudanças que podem ser adotadas nas próximas provas. A USP (Universidade de São Paulo) pretende fazer com que a segunda fase da Fuvest avalie todas as matérias do ensino médio. Atualmente, só disciplinas relacionadas ao curso pretendido são avaliadas.

  • Veja aqui a íntegra da proposta de mudança da Fuvest
  • Cursinhos divergem sobre mudanças na Fuvest
  • Nova Fuvest tem a cara do Enem, diz professor

  • A Unesp (Universidade Estadual Paulista), poderá passar a ser feita em duas fases uma em novembro e outra em dezembro. Além disso, as questões deixarão de ser divididas em matérias, valorizando a interdisciplinaridade, tendência registrada também na Fuvest.

  • Leia íntegra da proposta da Unesp

  • *Com informações da Agência Estado e da Folha de S.Paulo.

    Leia maisDocumento da USP indica que Fuvest deve mudar este anoVeja dicas para evitar a Tensão Pré-VestibularVestibular 2009: saiba quais são os temas que mais caemProfessores aconselham estudar com provas anteriores; veja como fazerVeja dicas de estudo e de relaxamento para vestibulandosRelaxe sem culpa: filmes sobre temas que podem cair em provasBanco de redações: O que você acha do ensino nas escolas do Brasil?Atualidades: Coleta e descarte da sucata eletrônicaDicas de português: veja os erros mais comunsConfira a concorrência dos principais vestibulares

    TAGS