Escolas Médicas do Brasil

Recém-formados em Medicina farão exame de avaliação

 27/06/2008

 

Recém-formados em Medicina farão exame avaliação

 
 

Pelo quarto ano consecutivo, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), em parceria com a Fundação Carlos Chagas, fará uma avaliação do desempenho de estudantes sextanistas e recém-formados em Medicina no Estado de São Paulo.

As inscrições para o Exame do Cremesp 2008 já estão abertas: se realizadas diretamente nas Delegacias Regionais do Conselho, podem ser feitas até 10 de julho; pela internet, as inscrições se encerram em 11 de julho.

Podem se inscrever todos os alunos do sexto ano de Medicina e aqueles formados há até um ano, ambos em faculdades de Medicina reconhecidas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), localizadas em qualquer Estado do Brasil, exceto no Estado do Espírito Santo.

O exame voluntário é realizado desde a sua primeira versão (2005) em duas etapas, com a supervisão das faculdades de Medicina, convidadas a acompanhar a aplicação das provas, enviando observadores. A iniciativa tem como principal proposta avaliar o desempenho dos estudantes – assim como o das próprias escolas –,  promovendo junto à sociedade um amplo debate sobre a qualidade da formação médica no país.

Os participantes recebem um Certificado do Conselho, importante diferencial para a iniciação profissional na carreira médica.

Segundo Bráulio Luna Filho, coordenador da Comissão Organizadora do Exame do Cremesp, esta é mais uma proposta de avaliação do ensino médico que vem somar-se a outras medidas, já implementadas, igualmente apoiadas pelo Conselho, como a avaliação permanente in loco realizada pelas próprias faculdades durante o processo de graduação, e a avaliação periódica e pontual realizada pelo Ministério da Educação (atual Enade), entre outras.

Ao avaliar as edições anteriores do Exame, Luna Filho observa um amadurecimento das discussões sobre o tema que, hoje, se coloca em outro patamar: "além das entidades médicas reconhecerem a importância da avaliação, as próprias escolas de Medicina têm iniciado, por iniciativa própria, o processo de revalidação dos alunos."

 
 
Fonte: Cremesp

TAGS