Escolas Médicas do Brasil

UNINGÁ e CESUMAR perdem para as decisões da SESu/MEC

 27/04/2011

Faculdades lutam por cursos de Medicina
Luiz Fernando Cardoso

A Faculdade Ingá - antiga Uningá - recebeu mais um revés na tentativa de manter o curso de Medicina. O desembargador do Tribunal Regional Federal (TRF), João Batista Moreira, indeferiu pedido de liminar da instituição para realizar, com dispensa de editais e imediatamente, vestibular para nova turma de Medicina e chamada para para o preenchimento das vagas ociosas - por meio de transferências - no 2º, 3º, 4º e 5º anos do curso.

A instituição abriu a primeira turma de Medicina, realizando em 2007, por força de liminar, vestibular para 100 vagas. O Ministério da Educação (MEC) indeferiu o pedido de autorização do curso e a instituição não pôde abrir novas turmas. Em 2010, a juíza do TRF, Daniele Maranhão Costa, derrubou o mandado de segurança que garantia a continuidade da primeira turma de Medicina, mas a instituição recorreu da decisão.

Ao negar o pedido, o desembargador lembrou que já havia sido atribuído efeito suspensivo do curso (pela juíza Daniele), com determinação de transferência dos 40 acadêmicos matriculados para o curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A Faculdade Ingá não informou à redação que providências serão tomadas em relação à decisão do TRF.


Cesumar

Seis anos depois de protocolar no MEC pedido de abertura do curso de Medicina, o Cesumar também sofreu negativas no processo. Em fevereiro de 2007, o Conselho Nacional de Medicina (CNS) deu parecer desfavorável à abertura do curso, alegando que o projeto proposto não atendia a todas as diretrizes curriculares nacionais. A instituição recorreu do parecer e, no ano seguinte, após enviar uma comitiva a Maringá, o CNS deu sinal verde para o curso.

Embora tenha atendido aos pré-requisitos do MEC e do CNS, o vice-reitor do Cesumar, Wilson Matos Filho, diz que os projetos de novos cursos ficaram parados devido ao processo de fechamento de cursos já existentes e que não atendiam às exigências do MEC. "Houve redução de cerca de 2 mil vagas de Medicina nos últimos 2 anos", conta.

O pedido do Cesumar ao MEC é de abertura de duas turmas de Medicina, com 40 alunos cada. A expectativa, de acordo com a direção do centro universitário, é de que a liberação do primeiro vestibular saia ainda este ano. Consultado por O Diário, o MEC informou que o processo de autorização do curso de Medicina do Cesumar tramita na Secretaria de Educação Superior, onde aguarda - sem previsão de data - decisão final.


Lista
Faculdades e universidades que formam médicos no Paraná

•Faculdade Assis Gurgacz (FAG)
•Faculdade Evangélica do Paraná (Fepar)
•Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
•Universidade Estadual de Londrina (UEL)
•Universidade Estadual de Maringá (UEM)
•Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
•Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
•Universidade Federal do Paraná (UFPR)
•Universidade Positivo (UP)


 


TAGS